Embalagens de cosméticos: saiba como fazer o descarte correto
29 de julho de 2019
Dicas para manter o esmalte nas unhas por mais tempo
12 de agosto de 2019

Riscos que você pode correr por mau uso de absorventes durante o período menstrual

Durante a menstruação é preciso ter muita atenção na hora de usar e trocar os absorventes

Menstruação é uma das certezas que as mulheres sabem que terão na vida. Apesar da proteção que os absorventes trazem, alguns cuidados são necessários para manter a saúde do corpo. Desde a primeira menstruação as meninas devem se prevenir e prestar atenção no tempo que levam para efetuar a troca do protetor e se possuem algum cheiro. Esse tipo de cautela é muito importante para que não haja proliferação de bactérias. Por isso, listamos os três maiores erros cometidos na hora de usá-los, seja de forma interna ou externa.
Demorar para trocar o absorvente – Esse é um dos erros muito cometido. Ficar um longo período com o protetor externo ou interno pode causar a propagação de fungos, inchaço, vermelhidão, corrimentos e até síndrome do choque tóxico – uma infecção bacteriana que se espalha no organismo podendo levar a morte -, além do mau cheiro. Para evitar que isso aconteça, a troca do absorvente deve ser realizada em até quatro horas, dependendo do fluxo.
Relação sexual usando o absorvente interno – Durante o fluxo intenso, algumas mulheres acabam tendo relação usando o protetor interno para evitar que a menstruação atrapalhe. Porém, essa técnica não é aconselhável, já que ela pode fazer com o que o protetor penetre mais fundo na vagina, aumentando o risco de infecção.
Usar protetor diário com frequência – Ao final da menstruação é recomendável usar esse tipo de protetor. No entanto, utilizá-lo com frequência pode provocar uma mudança no PH vaginal causando infecções.
Portanto, é preciso ficar bem atenta no período menstrual e procurar um médico em caso de alteração na região.